Aleitamento.com
AmamentaçãoMãe CangurúCriançasCuidado PaternoHumanização do PartoBancos de Leite Humano Espiritualidade & Saúde DireitosProteçãoPromoçãoILCA / IBCLCConteúdo ExclusivoTV AleitamentoGaleria AMNotíciasEventosSites e BlogsLivrariaCampanhas
 
Faça seu login e utilize ferramentas exclusivas. Se esqueceu a senha, acesse o "cadastre-se" e preencha com seu e-mail.

\ Mãe Canguru \ Ensino \ Artigo

Curso (XIII) - VÍNCULOS

Por: Dr. Luis Alberto M. Tavares

CURSO FOTOLOG do PREMATURO

V Í N C U L O S

 

O Método Mãe Canguru (MMC), como observamos anteriormente, é uma tecnologia de cuidados de bebes prematuros.
Aprendemos, também anteriormente, que cuidar é mais que tratar.
Cuidar contém doses de amor, de proteção, de providencia, de preservação, de antecipação...
Cuidar de um prematuro significa buscar em sua estória os sinais de fragilidade aparente que o caracterizam e cuidar para que seus efeitos sejam minimizados.
O nascimento de um bebe sadio e à termo é caracterizado pela chegada ao mundo de um bebe que será recebido por seus familiares, receberá a acolhida de um lar e o carinho dos seus.
Esta situação vai proporcionar a esse bebe a continuidade da presença do vinculo emocional que se iniciou intrauterinamente.
Compreende-se hoje o vinculo afetivo como um elemento da psique humana de fundamental importância para o desenvolvimento sadio da personalidade.
O prematuro é afastado precocemente da sua mãe por alguma condição clinica.
Essa interrupção do laço afetivo associada à chegada à uma Unidade Neonatal que não é seu lar e ao contato diário e inicial com profissionais que não são sua família, carregados de hábitos que não formarão sua rotina diária privam o bebe da primeira semente do desenvolvimento de sua personalidade: o vinculo afetivo.
Homem algum é uma ilha.
O prematuro é induzido, por descuidos de tratamento, à desconfortável condição de ilha.
Torna-se peso, saturação, dados laboratoriais, diagnósticos e terapias químicas.
Não bastasse isso, torna-se por vezes refém condenado de normas de convênios e seus limites de dias e terapias aplicáveis.
Muitas unidades vem se posicionando contra esse isolamento biopsiquico do prematuro em uma Unidade Neonatal, permitindo aos familiares o ver, o tocar e o pegar no colo.
Permitindo aos pais a criação de vinculo com seu filho.
Vinculo não se prescreve, tampouco se mensura, mas se não forem tomados os devidos cuidados aplica-se-lhe o abortamento condenável e indesejável.
O MMC ao permitir o contato intimo, pele a pele, da mãe com seu filho, ainda em tenra idade, desqualifica o prematuro como um dado ponderal ou diagnóstico devolvendo-lhe a integridade de ser humano que ele é.
Devolve ao bebe o respeito que a mecanização da medicina lhe furtou iatrogenicamente.
Permite ao bebe recuperar sua história rompida .
Afinal, os prematuros, como as rosas, não falam...
Amanhã continuamos.


PS: após o fim desta serie de 16 posts publicaremos matéria especial dedicada a todos os fonoaudiólogos do Brasil sobre O papel da Fonoaudiologia no atendimento dos prematuros, resgatando a inestimável divida gerada com estes profissionais ao omiti-los por distração do item O Papel Multidisciplinar no MMC.
 
 


Última atualização: 18/7/2011

 

Curtir

Comentários


Essa é uma área colaborativa, por isso, não nos responsabilizamos pelo conteúdo. Leia nossa Política de Moderação.
Caso ocorra alguma irregularidade, mande-nos uma mensagem.

 

Depoimentos

Gostou do site? Ele te auxiliou em algum momento? Deixe seu depoimento, assine nosso livro de visitas! Clique aqui.

Quem Somos | Serviços | Como Apoiar | Parceiros | Cadastre-se | Política de Privacidade/Cookie/Moderação | Fale Conosco
O nosso portal possui anúncios de terceiros. Não controlamos o conteúdo de tais anúncios e o nosso conteúdo editorial é livre de qualquer influência comercial.
Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao navegar no mesmo, está a consentir a sua utilização. Caso pretenda saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade/Cookie.
24 Ano no ar ! On-line desde de 31 de julho de 1996 - Desenvolvido por FW2 Agência Digital