Aleitamento.com
AmamentaçãoMãe CangurúCriançasCuidado PaternoHumanização do PartoBancos de Leite Humano Espiritualidade & Saúde DireitosProteçãoPromoçãoILCA / IBCLCConteúdo ExclusivoTV AleitamentoGaleria AMNotíciasEventosSites e BlogsLivrariaCampanhas
 
Faça seu login e utilize ferramentas exclusivas. Se esqueceu a senha, acesse o "cadastre-se" e preencha com seu e-mail.

\ Mãe Canguru \ TV \ Artigo

Deu no Jornal Nacional: Método MÃE CANGURU menos estresse para os PREMATUROS

Por: Jornal Nacional - TV Globo

   

  Método canguru acalma bebês,

diz pesquisa

 

Pesquisa comprovou que os bebês prematuros crescem mais

e ficam menos estressados em contato direto com a mãe.

 

Uma pesquisa feita em São Paulo comprovou que os bebês prematuros crescem mais e ficam menos estressados em contato direto com a mãe.


Nada mais gostoso do que ficar assim, coladinho no peito da mamãe. Cauã nasceu prematuro. Em vez de ficar o tempo todo na incubadora, os médicos decidiram que era possível manter ele perto da mãe até estar pronto pra sair do hospital. Ela passa doze horas por dia aqui: é o chamado método canguru.


Na posição canguru, em que o bebê fica na vertical, ele tem menos refluxo, menos risco de sufocamento e de parada da respiração durante o sono.
O contato com a mãe ajuda a manter a temperatura do corpo e facilita o desenvolvimento neurológico do bebe.


“Ele fica em incubadoras mas nos períodos que a mãe está presente, ele é colocado no peito da mãe pra ali manter, a mãe troca com ele a sua temperatura e faz o papel da incubadora”, diz Miriam Ribeiro Silveira, diretora clinica do hospital.


"A gente sente ele respirar, entendeu, é uma emoção boa”, diz a ajudante de cozinha Maria de Araújo.


Um estudo feito em São Paulo comprovou cientificamente o que era instintivo para as mães: ficar pertinho dos bebês faz bem para a saúde deles.

Os pesquisadores descobriram que o nível de cortisol, que é o hormônio ligado à ansiedade, ao stress e à depressão é menor nas crianças que foram cuidadas com o método canguru do que naquelas que passaram o tempo todo na incubadora.


Os pesquisadores da Universidade Federal de São Paulo avaliaram 42 bebês que nasceram prematuros, com trinta e duas semanas em média. Uma parte deles foi colocada na incubadora logo depois de nascer e ficou longe da mãe. A outra parte foi submetida ao método canguru.


Os bebês separados precocemente da mãe produziram 30% mais hormônio ligado ao estresse e cresceram menos do que os outros.


“Cada vez mais a ciência vai comprovando coisas que a gente sabe. Que a presença da mãe é fundamental, do toque, do afeto, q podem ser coisas q a gente não pode palpar. Mas elas são fundamentais pra formação definitiva de um indivíduo com conseqüências pro resto da vida”, diz Marcelo Feijó de Mello, psiquiatra da Unifesp.

 

 

 

Leia mais sobre a Tecnologia Mãe Canguru aqui no www.aleitamento.com

 

 

BOM para a MÃE, MELHOR para o PREMATURO

 

AVALIAÇÃO dos RESULTADOS NEONATAIS - artigo científico

 

VIVENCIANDO a APLICAÇÃO do CUIDADO MÃE-CANGURU

 

...Clique aqui e assista a reportagem do Jornal Nacional – TV Globo

 


Última atualização: 18/7/2011

 

Curtir

Comentários


Essa é uma área colaborativa, por isso, não nos responsabilizamos pelo conteúdo. Leia nossa Política de Moderação.
Caso ocorra alguma irregularidade, mande-nos uma mensagem.

 

Depoimentos

Gostou do site? Ele te auxiliou em algum momento? Deixe seu depoimento, assine nosso livro de visitas! Clique aqui.

Quem Somos | Serviços | Como Apoiar | Parceiros | Cadastre-se | Política de Privacidade/Cookie/Moderação | Fale Conosco
O nosso portal possui anúncios de terceiros. Não controlamos o conteúdo de tais anúncios e o nosso conteúdo editorial é livre de qualquer influência comercial.
Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao navegar no mesmo, está a consentir a sua utilização. Caso pretenda saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade/Cookie.
24 Ano no ar ! On-line desde de 31 de julho de 1996 - Desenvolvido por FW2 Agência Digital